top of page
  • Foto do escritorMenina de Vidro

Nova terra - nova raça humana: índigos e cristais

Atualizado: 7 de mai.


Sinopse da editora


"A Terra está passando por seu período de transição. Muitos têm consciência de que mudanças são necessárias para que um modo mais fraterno de vida possa se estabelecer. E essas mudanças nos chegam por meio de seres especiais que são conhecidos como índigos e cristais. (...) Este livro é fruto de anos de pesquisa junto a esses seres, sendo a própria escritora um ser índigo. Abordando desde relacionamentos até métodos pedagógicos, de modo didático e bem-humorado, a autora nos convida a compreender o novo que já está entre nós. Como reconhecer um índigo? Um cristal? Será você um deles? Se for, qual seu papel neste momento-chave da atual humanidade?"


Menina de vidro indica?

Se você quer entender quem são e o que fazem os índigos e os cristais e não sabe por onde começar, ou gostaria de ver a opinião de uma estudiosa que aborda o assunto de forma acessível e multidisciplinar, sim, provavelmente esse livro é para você. Entenda:


Como cheguei a este livro

Acompanho o Canal da Dra. Mônica de Medeiros no Youtube há algum tempo e, por isso, algumas vezes ouvira falar desse livro escrito por ela. Mas, até então, era apenas mais uma obra na minha lista gigante de "livros para ler um dia". 


Até que, numa dessas "coincidências" do Universo, um vídeo sugerido pelo Youtube ativou o gatilho que elevou o 'Nova Terra - nova raça humana' ao topo da minha lista. Nesse vídeo, a terapeuta Kátia Rigotti (cujo trabalho, admito, não acompanho, portanto não posso emitir opinião a respeito) usou um pêndulo para identificar a origem estelar de internautas que acompanhavam o podcast. Segundo ela, um deles, se tratava de uma criança Cristal.


 A terapeuta não deu muitas explicações, apenas afirmou que as crianças cristais tendem a ser mais retraídas. Isso ligou meu sinal de alerta. Eu era uma criança diferente e sofri muito ao longo da vida por não me encaixar nos padrões. Ser retraída, embora para mim não fosse um problema, parecia ser para todos ao meu redor, incluindo minha mãe, que, para meu desespero infantil, me expunha a situações de interação, preocupada em me socializar. Naquela época, não se falava sobre autismo e, mesmo que se falasse, minha mãe não acharia que era o caso, já que ela me via como uma menina doce e inteligente. Para minha mãe, meu problema era apenas a timidez exagerada.


Mas… e se a terapeuta do podcast estivesse certa e ser retraída fosse uma característica de crianças cristal? Talvez eu fosse uma e, se fosse assim, minha introspecção não se tratava mais um problema a resolver. Pelo contrário. O que eu precisaria era me compreender, me apropriar dos meus pontos fortes, respeitar os meus limites e acolher a minha essência, naquilo que ela tem de diferente e mesmo excêntrico para os "padrões" sociais. 


Foi então que entrei no fantástico mundo da menina com hiperfoco. Passei dias e dias pesquisando sobre crianças cristal, mas quanto mais estudava, mais percebia informações desencontradas. Nesse momento, lembrei do livro da Dra. Mônica e da seriedade dela. Com certeza ele teria algo a me acrescentar. E teve mesmo!


Sobre o Livro

O título foi bem escolhido, pois não é um livro só de índigos e de cristais, fala da "Nova Terra". Embora cite muitas pesquisas científicas, o faz sob um olhar espiritualista. Não é um romance. É um texto mais técnico, mas não tanto. Não chega a ser uma leitura densa. Ele faz uma espécie de "apanhado" sobre o assunto, citando exemplos e pesquisas sobre a mente humana. Também há testes curiosos, como o "teste de QI de Einstein".


Outros assuntos abordados na obra:

DNA

Geometria Sagrada

Tipos de inteligência (racional, emocional e espiritual)

Pedagogia

Transição planetária


Citação:

"(...) a atual humanidade terrestre passou a receber um influxo importante de espíritos diferentes, a partir dos anos 1980, destinados a romper com véus milenares forjados pelo medo. Os primeiros seriam transformadores. Os seguintes, pacificadores. Mas, ainda que diferentes da grande maioria, são espíritos necessitados de grande reformulação interior e, portanto, influenciáveis pela energia da massa crítica planetária" (p.16)


Insights: Percebi que as nomenclaturas mudam de autor, para autor. A Mônica descreve como "cristal", algumas personalidades que são descritas por outros autores como "diamante". Como ela é muito estudiosa e tem credibilidade, optei por acolher a nomenclatura utilizada por ela. Mas, no final das contas, o nome não faz tanta diferença, e sim a forma com que utilizaremos as informações contidas ali. Tem matéria prima pra gente repensar muuuita coisa.


Prós

  • Conteúdo é útil e acessível, com exemplos práticos.

  • Há alguns testes curiosos

  • Transita por diversos aspectos da mente e da personalidade humanas

  • Cita muitos dados e pesquisas, caso alguém queira se aprofundar direto na fonte

  • Preço


Contras

  • Algumas falhas de revisão (sou chata, isso me incomoda)

  • Muitos dos links ao final da obra estão desatualizados ou não existem

Nota: 8

Vale a leitura? Sim

Vale presente? Para pessoas interessadas no tema ou abertas a assuntos espirituais


SERVIÇO

Título: Nova terra - nova raça humana: Índigos e cristais

Tipo de obra: livro. 176 páginas.

Assunto: Perfis de pessoas "índigo"e "cristal"

Autor: Mônica de Medeiros

Valor: R$ 22 (2023), na Amazon.


Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page